Voltar

Educação e tecnologia (1996-2002)

Educação e tecnologia (1996-2002) (Versão 1.3)

Miniatura Uploads feitos por Test, 01/06/13 08:08
A produção nacional referente ao período de 1996 a 2002 foi identificada aplicando-se dois critérios: 1) dissertações e teses defendidas em Programas de Pós-Graduação em Educação, respectivamente com conceitos 4 (Mestrado) e 5 ou 6 (Doutorado) na avaliação da Capes; 2) Artigos publicados em revistas classificadas com ¿Nacional A¿) no Qualis da Capes. Foram levantados 331 documentos concernentes à educação e tecnologia desde as questões macropolíticas até a focalização das tecnologias aplicadas às áreas de estudo e disciplinas específicas, passando pelas análises dessas aplicações ao contexto escolar globalmente considerado, bem como da sua incorporação às diferentes propostas de educação a distância e de e-learning.
Publicação: Séries Séries » Estado do Conhecimento
1 de 215

Versão 1.3

Última atualização por Lilian DOS SANTOS LOPES
20/05/16 15:59
Estado: Aprovado
A produção nacional referente ao período de 1996 a 2002 foi identificada aplicando-se dois critérios: 1) dissertações e teses defendidas em Programas de Pós-Graduação em Educação, respectivamente com conceitos 4 (Mestrado) e 5 ou 6 (Doutorado) na avaliação da Capes; 2) Artigos publicados em revistas classificadas com ¿Nacional A¿) no Qualis da Capes. Foram levantados 331 documentos concernentes à educação e tecnologia desde as questões macropolíticas até a focalização das tecnologias aplicadas às áreas de estudo e disciplinas específicas, passando pelas análises dessas aplicações ao contexto escolar globalmente considerado, bem como da sua incorporação às diferentes propostas de educação a distância e de e-learning.
Baixar (12,4MB) Get
Histórico da versão
Versão Data Tamanho  
1.3 1 Ano atrás 12,4MB
1.2 1 Ano atrás 12,4MB
1.1 1 Ano atrás 0k
1.0 1 Ano atrás 0k

Publicações mais Recentes

O EFEITO DA FORMAÇÃO INICIAL DO PROFESSOR SOBRE O DESEMPENHO ESCOLAR EM MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL ›

Este artigo utiliza métodos quase-experimentais para estimar os efeitos da formação inicial dos professores de matemática de 4º e 5º anos do ensino fundamental em escolas públicas brasileiras sobre o desempenho dos alunos, por meio de um modelo de valor adicionado. Foram adotados procedimentos para contornar o problema de endogeneidade existente em relação à formação dos professores, que poderia tornar os estimadores de mínimos quadrados ordinários inconsistentes.

Políticas públicas para formação de professores ›

As ações voltadas para a formação de professores estão inseridas nas políticas educacionais – este é um conceito amplo e engloba tudo aquilo que um governo faz ou deixa de fazer ...

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - Política de Estado para a educação brasileira ›

É propósito deste artigo retomar, historicamente, a relação entre planejamento no Brasil e os planos nacionais de educação, analisando, com especial ênfase, o Plano Nacional de Educação (PNE) 2014-2024, seus limites ...