Voltar

DESIGUALDADE DE ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL E O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

DESIGUALDADE DE ACESSO À EDUCAÇÃO SUPERIOR NO BRASIL E O PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (Versão 1.2)

Miniatura Uploads feitos por Lilian DOS SANTOS LOPES, 30/06/16 14:25
O Plano Nacional de Educação, em sua estratégia 12.9, determina a ampliação da participação proporcional de grupos historicamente desfavorecidos na educação superior brasileira. Com o objetivo de contribuir com a avaliação dessa estratégia, este artigo compara as chances de acesso à educação superior brasileira para indivíduos de diferentes grupos socioeconômicos em 2004 e 2014. Para isso, são utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). Por meio de modelos de regressão logística, testa-se a hipótese sociológica da desigualdade maximamente mantida. Os resultados obtidos neste artigo refutam essa hipótese. Nota-se, entre 2004 e 2014, a redução das desigualdades socioeconômicas nas chances de acesso à educação superior no Brasil, indicando uma ruptura da trajetória crescente dessa desigualdade que ocorria desde a década de 1960, observada por diversos estudos.
Publicação: Séries Séries » Série PNE em Movimento
1 de 40

Versão 1.2

Última atualização por Lilian DOS SANTOS LOPES
03/07/17 16:55
Estado: Aprovado
O Plano Nacional de Educação, em sua estratégia 12.9, determina a ampliação da participação proporcional de grupos historicamente desfavorecidos na educação superior brasileira. Com o objetivo de contribuir com a avaliação dessa estratégia, este artigo compara as chances de acesso à educação superior brasileira para indivíduos de diferentes grupos socioeconômicos em 2004 e 2014. Para isso, são utilizados dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). Por meio de modelos de regressão logística, testa-se a hipótese sociológica da desigualdade maximamente mantida. Os resultados obtidos neste artigo refutam essa hipótese. Nota-se, entre 2004 e 2014, a redução das desigualdades socioeconômicas nas chances de acesso à educação superior no Brasil, indicando uma ruptura da trajetória crescente dessa desigualdade que ocorria desde a década de 1960, observada por diversos estudos.
Baixar (1,1MB) Get
Histórico da versão
Versão Data Tamanho  
1.2 9 Meses atrás 1,1MB
1.1 1 Ano atrás 1,1MB
1.0 1 Ano atrás 1,1MB

Publicações mais Recentes

Pedagogia do Cotidiano na (e da) Educação Infantil ›

Com base nas contribuições da pedagogia da infância, discutem-se indicativos que possam estruturar a reflexão sobre a formação de professores para a educação infantil, tendo em vista a invenção e a ...

REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS (RBEP) - NUM 250 ›

Neste número, publicamos a tradução “A análise do trabalho em didática profissional”, de Pierre Pastré. Trata-se de artigo que discute analiticamente a (auto)formação no desenvolvimento profissional, por meio de conceitos que podem ser pensados para o trabalho de modo geral e para o trabalho docente em específico. Este tema abre a série de artigos sobre formação inicial e continuada docente, para a educação básica e a educação superior.

Classificação Internacional Normalizada da Educação ›

A Classificação Internacional Normalizada da Educação – Cine (International Standard Classification of Education – Isced) é um instrumento produzido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) para servir de referência na compilação e análise de estatísticas educacionais, auxiliar países na sistematização de dados nos diferentes níveis educacionais e em estudos internacionais.